Cronicas e reflexões

CONEXÃO SEM LIMITES

http://www.penhacronicasboselli.com/

Publicado por Cronicas/poesias/reflexões em Sexta-feira, 1 de março de 2019

sábado, 6 de junho de 2015

DENGUECRACIA

A epidemia da dengue minou o sistema. Semeou medo e insegurança pelo Brasil inteiro,revelando a todos nós uma nova ordem.Devia mesmo era ter ficado só em Brasília,onde as coisas realmente precisam mudar.
Já passamos por tudo : monarquia,república,ditadura,democracia.Agora é a vez da denguecracia.
O danado do mosquito não tem preconceito,não escolhe comida pela aparência,e nem quer saber se a picada vai ser em pobre,rico,homem mulher ou gay. Ela pica e pronto. Sim…ela,porque é a fêmea que pica e suga o sangue humano.
Essa é a vingança da natureza : espoliada,mal amada e subjugada pelos homens da terra ( nesse caso nós ) O troco tá aí. O desequilíbrio causado pela exploração humana,trouxe conseqüências inesperadas a todos nós.Aonde estão as áreas verdes do nosso estado ? Nossas matas nativas,que cobriam todo estado de São Paulo ? Os pequenos sítios com plantações diversificadas ( goiaba,laranja,limão,café,marmelo,milho,manga ) onde estão ? Não existem mais. É só cana pra tudo quanto é lado.

Nas cidades a senhora Aedes reina absoluta e toca o terror. Com tanto sangue humano saracoteando pra lá e pra cá,e muitos berçários disponíveis ( poças,e lixo acumulado ) fica fácil agir impunemente e desapercebida.
Estamos colhendo o que plantamos e não estamos preparados para enfrentar esse exército de fêmeas peludas e bicudas insaciáveis.Enquanto a cabeça dos homens não mudar ( to falando de consciência ) planejamento urbano,limpeza,reciclagem,educação,mudança de hábitos,seremos alvo fácil para as famintas pernudas que voam que nem fadas do mal pelos quintais da cidade.
Escolhemos o caminho errado,o mais difícil,o mais dolorido em nossa evolução.E insistimos no erro,por não aceitar a natureza e seus elementais como modelo de conexão,acolhimento e amor.
Enquanto não compreendermos que a cura de todos os males está na própria mãe Terra e em tudo que ela nos oferece,vamos sofrer. Enquanto procedermos como seres vivos diferentes ,de todos os demais que habitam o planeta,vamos sofrer. Se não mudarmos nossa conduta para com todas as coisas que nos cercam,e continuarmos nessa postura separatista que nos afasta da natureza,vamos plantar desequilíbrio,angustia e dor.A única coisa boa que vejo nisso tudo,é que o aedes veio para nos dar uma grande lição : na doença e na dor,somos todos iguais. Seja rico ou seja pobre,a dengue vem. Com casinha de palha,de madeira ou de tijolo…a dengue vem.No castelo da bruxa ou da princesa...a dengue vem.
O mosquito não respeita nenhuma bandeira,partido político ou condição.Não quer nem saber se voce tem terra,se é sem terra, bandido ou gente honesta. Também não quer saber se voce tem sangue azul ou sangue ruim.
Tem sangue nas veias ? Então bota as barbas de molho,ou costura uma roupa de tecido trançado com fibras de citronela para se proteger. E fique sabendo,que a coisa tá feia,viu ?

                                              *PENHABOSELLI* / 2015