Cronicas e reflexões

CONEXÃO SEM LIMITES

http://www.penhacronicasboselli.com/

Publicado por Cronicas/poesias/reflexões em Sexta-feira, 1 de março de 2019

sexta-feira, 28 de julho de 2017

A HORA DO CHÁ


tomar chá é sinonimo de oração

 Tá muito frio. A varanda gelada me obriga a vestir mais uma blusa. O chinelo de feltro não consegue impedir que o frio do chão chegue nos pés.O sol está indo embora e a temperatura cái rapidamente.Sampa está com sol mas ainda assim faz muito frio. 
Sempre tomo um cafezinho lá pras quatro horas da tarde,mas ultimamente tenho substituído o café pelo chá. Pelo menos dá uma esquentada no corpo. E chá com bolacha ou torradas é muito gostoso no inverno.Existe uma variedade enorme de chás e de bolachas para combinar. É só usar a criatividade.Eu prefiro as de maizena.Combinam bem com camomila. 
Geralmente tomo o chá sózinha,olhando a fumaça na xícara e meditando ( diga-se viajando na Hellmans On Line ) Dá uma sensação boa de equilíbrio e paz. A mente fica vazia,vagando em algum lugar enquanto tomamos o chá. É uma pausa silenciosa e com aroma de camomila,já que inspiro a fumaça que desprende da caneca,enquanto aguardo a temperatura adequada para beber.
Chá é ritual,é xamanismo e limpeza.É auto pajelança em momentos de crises emocionais e aflições da alma. Quem entende de cerimonias de chás são os japoneses e tibetanos.Sabem todos os segredos que permeiam o ato e por isso associam o momento a altas frequencias mentais e espirituais.
Eu concordo com essa postura.A hora do chá pede recolhimento e introspecção ; não combina com falatórios fúteis e inuteis como era hábito nas cortes francesas ou com grupos de amigas que se juntam em alguns momentos, para detonarem a vida dos outros veladamente.
                                   Maria da Penha Boselli* / 2017