Cronicas e reflexões

CONEXÃO SEM LIMITES

http://www.penhacronicasboselli.com/

Publicado por Cronicas/poesias/reflexões em Sexta-feira, 1 de março de 2019

quinta-feira, 20 de agosto de 2015

DENGO DE DENGUE

Háá…como eu queria !
Queria ser uma mosquitinha da dengue. Queria sim ! Só pra dar uma picadinha rapidinha numa determinada pessoa.
O efeito ia ser devastador.
O cara vai ficar tão arrebentado,tão dolorido,tão dengado,que nunca mais se esquecerá da minha humilde presença nesse maravilhoso planeta. Saberá para sempre,da maneira mais denguenificante e triste,que eu passei por aqui.
Háá !...Como eu queria ser uma mosquitinha da dengue,para voar por aí,picando,picando,sugando e dengando uma certa pessoa que insiste em fingir que não existo.
Doce vingança…ve-lo todo dengoso,no sentido aedes aegypti. Doce dengança !
                                                       *PenhaBoselli*
                                                                                                        MAAT / 2013