Cronicas e reflexões

CONEXÃO SEM LIMITES

http://www.penhacronicasboselli.com/

Publicado por Cronicas/poesias/reflexões em Sexta-feira, 1 de março de 2019

sábado, 19 de setembro de 2015

FESTA DOIDA

Comprei minha vassoura de sacerdotisa lá na Disney, onde moram as bruxas e princesas,para ir bem paramentada á festa Hallowen. Nada mais justo,visto que desde menina escutava histórias de principes e princesas gerados na Fantasia do States. Alias,cresci achando que era uma delas.
Fiz a compra pela internet,e quando a vassoura chegou,vi no selo: “made in China “. Para meu desespero,não tinha direito a troca e minha vassoura só levanta voo com uma micro bateria solar que tem de ser trocada de hora em hora. E á noite ( sem sol ) ela te larga na mão. 

A varinha mágica,mandei buscar em Paris.Veio toda enfeitadinha com desenhos de uma guilhotina em miniatura.Só quando testei no meu gatinho ( toda bruxa tem um,né ? ) entendi o porque. Mal toquei a cabeça do bichano com a varinha,a cabeça dele rolou pelo chão que nem bola de pelúcia.
Mas os imprevistos não terminam aqui. Fui buscar meu caldeirão,lá no centro da cidade,em Sampa,perto da 25 de Março,em uma loja que só vende coisas para restaurantes. Fiquei muito frustrada,o material não era de ferro legítimo,muito pelo contrário. Tive que me contentar com um caldeirão que ( quando molha ) fica todo enferrujado.Decepcionante,porque o ferrugem altera o sabor das minhas poções.
Algumas amigas revoltosas ( nacionalistas radicais ) tentaram boicotar o Hallowen,convidando personagens nacionais para a festa : saci pererê,boitatá,mula sem cabeça,caapora,boto cor de rosa,mãe d’água ( Iara ) e escambau. Fiquei receosa dessa mistureira socio-cultural,achando que o clima ia ser “tenso”,mas para minha surpresa,a festa rolou até altas horas da madrugada,com  muitos relacionamentos bombando de maneira inusitada : saci pererê se envolveu com a Bela da Fera e levou uns cascudos ,quase perdendo a outra perna também. A mula sem cabeça fez sucesso, e ganhou o campeonato “cuspindo fogo “, de todos os dragões que estavam lá presentes.Os sete anões,resolveram perder o pudor. Tiraram a roupa e  ( pelados ) começaram a dançar ao redor da fogueira,a dança sagrada das bruxas,junto com Iara a mãe d’água que vive pelada também nos rios do Brasil.O Boto cor de rosa ( que de bobo não tem nada ) engravidou logo de cara,duas princesas :  Aurora e Branca de Neve.
Todas as bruxas e madrastas das histórias Disney estavam lá.Disputaram tantas magias, para ver quem era mais poderosa, que o feitiço realmente virou contra o feiticeiro : algumas viraram sapos,lagartos,pedras e morcegos. Outras ficaram anãs ou envelheceram de repente como ameixa seca.
Boitatá com aqueles olhos de fogo que tudo vê,revelou o que estava oculto no mato : dois príncipes namorando atras da árvore,cheios de paixão e trocando juras de amor.
Realmente...esse Hallowen vai ficar na história. Antes que pintasse alguma situação inconveniente para mim,levantei o camisolão de bruxa até a cintura e  vazei dalí correndo feito louca,porque a vassoura “made in China “me largou na mão. Caapora olhou pra mim com aqueles pés todo virado para tras e,com a voz rouca e olhos esbugalhados,com jeito de quem tinha enchido a cara de poções a noite inteira,disse : - Belas pernas ! 


Arrepiei. Dei no pé rapidinho que nem corisco. As intenções de Caapora não eram boas. Vai que...né. Eu heim ! To fora. Só levei comigo a varinha de condão. Em último caso, encosto ela na cabeça do Caapora ( as duas ) e fico livre do perigo.
Fui !Gente louca !
                                                            *PenhaBosell*i 
                                                                                                                                                                        MAAT 2015